Pedágio deverá emitir Nota Fiscal

Os motivos para a adoção da nova medida

Uma das justificativas para a medida seria a necessidade de declarar no imposto de renda os gastos com pedágio.

Segundo a normativa da Receita Federal, de 15 de dezembro de 2010, já havia a obrigatoriedade da instalação de equipamento de emissão de documento fiscal pelas concessionárias nos postos de recolhimento da taxa de pedágio.

Revogada, a norma de 2010 foi substituída pela RFB nº 1731, de 22 de agosto de 2017, que, além de obrigar as concessionárias a fornecerem a nota fiscal ao condutor, reestabelece as regras para a emissão da nota.

Essas regras referem-se a informações que devem conter no documento e às circunstâncias obrigatórias para fornecimento do cupom fiscal.

Além disso, como uma das justificativas para a necessidade do emprego da nova medida, tem-se o argumento de que o custo do pedágio faz parte dos gastos de um cidadão que necessita transitar frequentemente em trechos nos quais estão localizados os postos de recolhimento da taxa.

Assim, gasto um valor na taxa de pedágio, ele precisa ser contabilizado no cálculo base para o imposto de renda, conforme aponta Claudio Cesar Santa Cruz Modesto, Auditor Fiscal da Receita Estadual da Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás.

Conclusões sobre a nova medida

A prestação de contas, por meio de notas fiscais, tornará mais visível aquilo que é arrecadado pelas concessionárias rodoviárias

Tendo em vista a transparência na utilização da verba apontada pelas concessionárias, não há, portanto, motivos para não fornecer o comprovante fiscal do recebimento do valor da taxa de pedágio paga por cada motorista que trafega em trechos de localização dos postos.

A prestação de contas, por meio de notas fiscais, tornará mais visível aquilo que é arrecadado pelas concessionárias rodoviárias.

Dessa forma, será mais fácil verificar se o valor relativo às taxas de pedágio é aplicado de forma a retornar em benefícios para os condutores, fator esse que poderá deixar o condutor mais seguro quanto ao pagamento da taxa.

Sendo aprovado, a obrigatoriedade será já em 2018.

Qual a sua opinião sobre esse assunto?

Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s