SÃO FRANCISCO DE ASSIS: 04 DE OUTUBRO

SÃO FRANCISCO DE ASSIS: 04 DE OUTUBRO – A data homenageia um dos santos mais admirados pela comunidade católica romana: São Francisco de Assis, o padroeiro dos animais e da natureza, também conhecido por ser o santo dos pobres.

História de São Francisco de Assis – Francisco nasceu na cidade de Assis, na Itália, em 3 de julho de 1182. Filho de pais ricos, o jovem Francisco aproveitou sua infância e adolescência desfrutando da riqueza e era um jovem vaidoso. Faleceu no dia 04 de outubro de 1226.

Francisco de Assis – No entanto, ao voltar de uma guerra, Francisco de Assis abandonou toda a vida de riquezas e luxo para “desposar a Senhora Pobreza” e começou a meditar em cavernas e igrejas abandonadas.

Num desses momentos, ele recebeu uma visão que pedia que sua igreja fosse reconstruída. Assim, começou por aquelas ruínas e atraiu um grande número de jovens que desejavam seguir seus passos. Depois de algum tempo descobriu que a reconstrução seria com os seres humanos.

A fim de meditar melhor sobre o mistério do nascimento de Cristo, São Francisco de Assis teria feito figuras representando São José, a Virgem Maria e Jesus, construindo o primeiro presépio, que se tornou tão popular no Natal.

Mais tarde, em 1224, enquanto meditava no Monte Alverne, São Francisco recebeu os estigmas de Cristo. Desta forma se unia aos sofrimentos de sua Paixão.

Fundação da Ordem Franciscana Menor – Francisco tinha ouvido o chamado de Deus para seguir o caminho de Cristo. Assim sendo, o jovem passou a viver com alegria a vida da pobreza, humildade e obediência. Ele acreditava que para o cristão viver o real significado do Evangelho, deveria abdicar de todos os confortos e seguir à risca a vida de Jesus Cristo.

Desta maneira, escreveu a primeira regra da Ordem Franciscana e conseguiu a aprovação oral do Papa Inocêncio III, em 1209, dando origem ao ramo hoje conhecido como Frades Franciscanos Menores (OFM)

Igualmente, receberia a jovem Clara, que seria a responsável pelo ramo feminino dos franciscanos, sob o nome de Clarissas.

Seguindo seu caminho como peregrino de Deus, Francisco e seus seguidores viajaram por muitas cidades da Europa e África, como o Egito, Chipre, Roma, Síria e outras cidades e lugares considerados sagrados.

O amor de Francisco pelas “obras de Deus”, ou seja, a natureza e tudo que nela está inserido era imenso. Ao abrir mão de toda a sua fortuna, Francisco de Assis se dedicou aos animais, ao meio ambiente e aos leprosos.

Origem do Dia de São Francisco de Assis – O Dia de São Francisco de Assis, 04 de outubro, é comemorado em homenagem à data de sua morte, em 1226, e foi sepultado na Igreja de São Jorge na cidade de Assis.

Após dois anos da sua morte foi canonizado pelo Papa Gregório IX (1145-1241). Foi uma das mais rápidas canonizações da História da Igreja.

Origem dos estigmas – São Francisco tanto amou a Deus que não só no espírito, mas também no corpo, assemelhou-se a Nosso Senhor Jesus Cristo. Cerca de dois anos antes de sua morte, foi agraciado com as marcas da Paixão de Cristo, passando a ter nas mãos e nos pés as feridas correspondentes à crucifixão; na mesma ocasião também foi dotado de uma chaga correspondente à que foi feita pelo soldado que, com a lança, transpassara o coração de Jesus. Indo de encontro à cruz, teve a glória de receber os estigmas do Crucificado.

Os estigmas da Paixão foram concedidos a São Francisco em seguida a um momento de profunda oração contemplativa no Monte Alverne, em que o Crucificado lhe apareceu sob a forma inicial de um Serafim com seis asas. Registrou-se que suas mãos e pés pareciam atravessados bem no meio pelos cravos, aparecendo as cabeças no interior das mãos e em cima dos pés, com as ponta saindo do outro lado. Os sinais eram redondos no interior das mãos e longos no lado de fora, deixando ver um pedaço de carne como se fossem pontas de cravos entortados e rebatidas, saindo para fora da carne. Também nos pés estavam marcados os sinais dos cravos, sobressaindo da carne. O lado direito parecia atravessado por uma lança, com uma cicatriz fechada que muitas vezes soltava sangue, de maneira que sua túnica e suas calças estavam muitas vezes banhadas no sagrado sangue.

OFS – Ordem Franciscana Secular – A Ordem Franciscana Secular é constituída por Fraternidades abertas a todos os cristãos seculares. Nelas há lugar para jovens, para casados, viúvos e celibatários no mundo; para clérigos e leigos; para todas as classes sociais, todas as profissões, para todas as raças; para homens e mulheres. Há lugar para todos porque se busca viver segundo o Santo Evangelho como irmão e irmãs da penitência.

Os franciscanos seculares constituem uma verdadeira Ordem na Igreja. Não formam um mero movimento ou associação qualquer, mas uma ordem reconhecida como tal pela Igreja, que lhe apresenta uma forma de vida chamada Regra.

História – Foi fundada por volta de 1221 para congregar os leigos que desejavam seguir São Francisco de Assis participando do movimento franciscano. Tem como padroeiros Santa Isabel da Hungria e São Luis IX, Rei de França.

JUFRA – JUVENTUDE FRANCISCANA – Jufra é a abreviatura de Juventude Franciscana. É uma organização do carisma franciscano, destinada a jovens que buscam viver em fraternidade o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo à forma e exemplo de São Francisco de Assis, que nasceu da Ordem Franciscana Secular, sendo uma proposta, uma opção de vida. Está assim subdividida:- Infância Franciscana (menores de 9 anos), Micro-Franciscanos ( entre 9 e 12 anos), Mini-Franciscanos (jovens entre 12 e 15 anos), JUFRA (propriamente dita – entre 15 e 30 anos (sempre solteiros)).

Ser jufrista é ser cristão com todas as forças.

TAU – O símbolo franciscano, usado por todos os franciscano, é o TAU (semelhante à cruz), mas existem muitos religiosos que, mesmo não sendo franciscanos, o utilizam. O Tau é a última letra do alfabeto hebraico; a décima nona letra do alfabeto grego; sinal bíblico usado pelo profeta Ezequiel.

O TAU, em madeira, é um dos mais famosos símbolos franciscanos, hoje está presente no peito das pessoas num cordão, Os três nós do cordão – Castidade/Obediência e Pobreza – Os três nós significam que o casto cuida da beleza do seu coração e de seus afetos;  o obediente é fiel aos seus princípios; o pobre vive na gratuidade da convivência;

Todos os franciscanos devem se ater aos três nós do cordão do TAU.

Cumprimento franciscano – Os franciscanos (OFM – OFS e JUFRA) se cumprimentam um ao outro dizendo a frase “PAZ e BEM”.

Oração de São Francisco de Assis

“Senhor,

Fazei de mim um instrumento de vossa Paz!

Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,

Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.

Onde houver Discórdia, que eu leve a União.

Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.

Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.

Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.

Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.

Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

Ó Mestre,

fazei que eu procure mais:

Consolar, que ser consolado;

Compreender, que ser compreendido;

Amar, que ser amado.

Pois é dando, que se recebe.

Perdoando, que se é perdoado e

É morrendo, que se vive para a vida eterna!”

Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.